Imagens

20.2.12

Casada no estacionamento-

Casada no estacionamento-

Casada no estacionamento

Me chamo Rui tenho 62 anos 1.80m trabalho em um estacionamento em São Paulo e vou contar o que aconteceu comigo.
Havia uma “Sra” q era mensalista do estacionamento chamada Márcia casada com dois filhos q foi alvo de muitas punhetas minhas. Ela tem em torno de 1.60 peitões q sempre queriam saltar de seus decotes e uma bunda deliciosa sempre marcada pelas calças justas q ela usava. O que vou contar agora aconteceu qdo ela já não era mais mensalista , pois havia se mudado para um outro bairro.
Era uma manhã de sábado estava eu trabalhando normalmente qdo ela chega com seu carro. Qdo ela saiu do carro ,quase tive um troço, ela tava com uma calça de ginástica agarrada na bunda e uma blusa com um decote que deixava ver parte do bico de um dos peitos qdo cheguei perto para pegar seu carro para estacionar. Ela falou :
_Seu Rui posso usar o banheiro?
-Claro dona Márcia pode ir lá .Fui logo atrás olhando aquele rabão ,pois para chegar ao banheiro passava pelo escritorinho na frente e o banheiro ficva nos fundos.
Estava lá com meus afazeres qdo ela me chama:
-Seu Rui pode vir aqui um pouquinho.
A porta estava encostada e qdo a abri quase cai para trás.
Ela estava de pé curvada com as mãos na parede pelada a não ser por uma calcinha fio dental vermelha q ela estava usando e que curvada como estava já dava para ver parte de sua bucetona.
-Não acredito Dona Márcia. Falei já entrando no bahnheiro e abaixando minha calça enquanto com a outra mão mexia em seu rabo e abaixava sua calcinha. Não imaginava issso nem em meus sonhos, falei pra ela.
- Então vem não era isso q você queria?
Notei q ela se assustou um pouco qdo de rabo de olho olhou para meu pau.
- Que foi Dona Márcia.
- Nossa, é o tamanho de seu pau, é grandão.
-É dona Márcia sou velho, mais ele ainda funciona ainda mais com a vista q estou tendo daqui, você é muito gostosae muito puta para vir aqui com esta calcinha de vadia enfiada no rabo.Seu marido sabe ?
-Não seu Rui,comprei ela e estou estreando com você.
Fui me chegando mais perto dela , e como o banheiro é minúsculo ela ficou quase prensada na parede e fui tentando encaichar meu pau em sua buceta por trás.Vi q ela tentava fugir ficando na pontinha dos pés. Falei:
- O que foi dona Márcia.
- Isto é uma loucura sou casada , nudei de idéia deixa eu sair.
- Não deixo não , falava e pincelava meu caralho em sua buceta.
Como ela ficou na ponta dos pés era só eu ter paciência, pois logo ela cansaria e abaixaria.
-Minha perna ta doendo seu Rui . Ai minha coxa, e ela punha uma mão para trás me empurrando,mas como sou forte nem me mexia do lugar, só estava esperando.
- Ai minha coxa seu Rui , ela reclamou de novo, sai daí seu Rui , sai daí.
Para minha alegria não demorou muito e ela não agüentou. Seu corpo desceu e meu pau entrou com tudo até as bolas a segurei e comecei a bombar forte.
- Ai minha buceta , ai minha buceta , ta me rasgando seu Rui. É muito grande e grosso.Tá me rasgando.
-Pelo menos a dor na perna passou ,né? E ria com o sofrimento dela .
- Vamos agora q entrou tudo rebola sua piranha ,vai rebola q hoje vou socar em você como sempre sonhei, Rebola sua vagabunda.
- Seu Rui vou gozar , vou gozar.
-Eu também.
-Então tira , tira.
Tirei e molhei todas as suas costas com minha porra.
Ao sair tasquei um beijo na sua boca e falei ,to te esperando.
Ela falou pode esperar e conto para vocês outras aventuras depois

Gostosas